Servidores Públicos no Brasil são poucos e não causam crise financeira, aponta estudo de 2015

Máquina pública inchada?

Estado é o que fica; Governo é o que muda: o servidor público é integrante do Estado brasileiro e peça fundamental na prestação de serviços públicos.

Parece óbvio a frase acima, mas não é o que vemos hoje em dia. Na última década, cresceu de forma escalar a opinião de que o servidor público é o responsável pela crise financeira, pela corrupção, pelo péssimo serviços públicos, pelo derramamento de óleo, etc…

Claro, tais ataques possuem, como principais patrocinadores, os políticos, a classe exatamente responsáveis pelos problemas supracitados, que usam o ódio contra o servidor para continuar ganhando eleições.

Entre outras falácias, o inchaço da máquina é um sofisma que hoje convence até os próprios servidores públicos, que acreditam não ser tão necessários…

Mesmo o pensamento sendo falso, somos obrigados a demonstrar isso em razão da crendice popular que se formou sobre o tema: muitos servidores públicos significa crise, subdesenvolvimento, problemas, etc?

Para contrapor – de forma simplista – a esse senso comum, vamos abordar estudo da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OECD) com os países que mais possuem servidores públicos em relação a população total.

Segue o resultado de 2015:

Percentual da população é composta por servidores públicos:

15 – Japão – 5.9%

14 – Coreia do Sul – 7.6%

13 – Alemanha – 10.6%

12 – Turquia – 12.4%

11 – Itália – 13.6%

10 – Estados Unidos – 15.3%

9 – Espanha – 15.7%

8 – Reino Unido – 16.4%

7 – Grécia – 18%

6 – Canadá – 18.2%

5 – França – 21.4%

4 – Finlândia – 24.9%

3 – Suécia – 28.6%

2 – Dinamarca – 29.1%

1 – Noruega – 30%

Dos países com mais servidores públicos, somente Turquia e Grécia podem se dizer “subdesenvolvidos”. Os demais países, vão muito bem se comparados conosco.

Em 2012, o Brasil tinha 3,12 milhões servidores públicos, cerca de apenas 1,6% da população brasileira.

Sim, existem outros fatores – muitos outros – que influenciam no sucesso ou insucesso da nação. Contudo, este é um ESTUDO que indica o contrário da baboseira neoliberalesca ausente de embasamento técnico.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*