Presidente da AGSEP é substituído depois de irregularidades na Meritocracia

Twitter do ex-presidente da AGSEP
Twitter do ex-presidente da AGSEP, às 15:22h

Governo do Estado de Goiás anuncia substituição do presidente da Agência Goiana do Sistema de Execução Penal (AGSEP), Edilson de Brito.

Notícia vem após o cancelamento da meritocracia naquela agência, por suspeitas de fraudes, e acompanha outras substituições no governo.

A delegada Adriana Accorsi assume a diretoria geral da Polícia Civil, substituindo o delegado Edemundo Dias, que vai para a presidência da Agência Goiana do Sistema Prisional, no lugar de Edilson Brito.

Também foi substituído o coronel Raimundo Nonato, comandante geral da Polícia Militar, que deixa o cargo e assume em seu lugar o coronel Edson Costa Araújo.

O que parece é que foi feito uma espécie de permuta para a substituição do ex-presidente da AGSEP. Provavelmente, essa decisão está ligada à a meritocracia deste órgão, cancelada por suspeitas irregularidades.

Vale lembrar que a lista com o nome dos escolhidos no processo meritocrático é de responsabilidade do presidente do órgão e só depois do envio dessa lista para a SEGPLAN é que processo foi cancelado. Existe a suspeita que foi feita uma comparação dessa lista oficial com denúncias feitas, antes da prova da meritocracia, de pessoas que seriam selecionadas independente do resultado na entrevista ou classificação na prova.

Até o às 15:22h o twitter do Edilson de Brito ainda não havia sido atualizado.

PS: A notícia chama a AGSEP de “Agência Goiana do Sistema Prisional”, mas esse nome mudou para Agência Goiana do Sistema de Execução Penal depois da reforma administrativa de janeiro.

Fonte: http://g1.globo.com/goias/noticia/2011/11/governador-anuncia-mudancas-na-seguranca-publica-de-goias.html